O melhor lápis já produzido



O fabricante de lápis tomou o lápis que acabara de fazer e antes de colocá-lo dentro da caixa: ”Há cinco coisas que você precisa saber”, disse ao lápis; “Antes que eu te mande ao mundo. Lembre-se sempre desses conselhos e você se tornará o melhor lápis que você pode ser:

1. Você será capaz de fazer grandes coisas, mas só se você se permitir ser conduzido pela mão de alguém.”

2. Você enfrentará dolorosas experiências ao longo do tempo, mas você vai precisar delas para se tornar um lápis melhor.”

3. Você será capaz de corrigir eventuais erros que você pode cometer.”

4. A parte mais importante de você sempre será o que tem dentro.”

5. Em cada superfície que você está acostumado, você deve deixar sua marca. Não importa qual seja a circunstância, você deve continuar a escrever.” O lápis compreendeu, prometendo lembrar, e foi para a caixa com um propósito em seu coração.

Agora substitua o lápis por você e o fabricante por Deus. Lembre-se sempre desses ensinamentos e você será a melhor pessoa que poderia ser.


Estou com você e cuidarei de você, aonde quer que vá... Não o deixarei enquanto não fizer o que lhe prometi. (Gênesis 28:15)

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais. (Jeremias 29:11)

Destaque adventista na mídia

O casal Luca mendes e Flavia Marchezi foi destaque na Revista Veja de São Paulo por serem um exemplo de divulgação dos 8 remédios naturais de Deus. Confira abaixo a matéria sobre eles.


Ele fez desfiles para Dior, Armani e Dolce & Gabbana. Ela estrelou propagandas de perfume da Versace e posou para campanhas de lingerie. Os modelos Luca Mendes e Flavia Marchezi, ambos com 32 anos, converteram-se em 2007 à Igreja Adventista do Sétimo Dia. A partir daí, começaram a diminuir o ritmo de trabalho até abandonar a carreira, em 2013. Hoje, eles se dedicam a dar palestras sobre religião e nutrição. “Para isso, usamos os oito remédios com que Deus nos presenteia através da natureza, como água, descanso e confiança em Deus”, afirma Mendes. “Queremos ajudar as pessoas a alcançar a saúde perfeita por meio de uma reforma do estilo de vida”, completa Flavia, que não se arrepende dos tempos de ensaios de moda íntima. “Vendia o produto, não o meu corpo”, justifica.

(Veja)

Fóssil encontrado mostra que peixe não sofreu evolução em mais de 400 milhões de anos


Um grupo de peixes antigos chamados celacantos, mudaram pouquíssimos ao longo do tempo, sendo chamados de “fósseis vivos”.

Agora, os restos de um crânio encontrado na província de Yunnan, China, confirmam que estas criaturas basicamente ficaram inalteradas ao longo de 400 milhões de anos.

Estes peixes foram cotados terem sido mortos juntos com os dinossauros, desaparecendo por completo, até o primeiro celacanto ter sido descoberto em uma rede de pesca em 1938 na costa oriental da África do Sul. Desde então, outros foram encontrados nas costas do Oceano Índico.

Embora seja clara como se deu sua história, os fósseis que deixaram para trás tem sido escassos até o momento. Um maxilar inferior datado de 400 milhões de anos descoberto na Austrália, sugeriu pela primeira vez que o celacanto possuía aparência combinada de duas espécies vivas atualmente.

Este fóssil tem sido descrito como o mais antigo celacanto, mas os autores da pesquisa escreveram que ele fornece tão poucas informações que eles não podem afirmar com toda certeza em qual árvore genealógica ou qual família este peixe se encaixaria.

A mais recente evidência fóssil, os restos de um crânio, mostra que o fóssil anterior encontrado na Austrália era uma espécie de “celacanto moderno”, de acordo com pesquisadores que publicaram um estudo na revista Nature Communications.

Os celacantos pertencem a um grupo antigo onde estão os peixes de nadadeiras lobadas, que possuem barbatanas ligadas a hastes, em vez de diretamente a seus corpos.

Segundo os cientistas, os celacantos são intermediários entre os peixes com pulmões e os tetrápodes – animais de quatro patas, incluindo o ser humano.


[HR] Se houve a evolução das espécies, com intermediários entre uma espécie e outra, como é possível que animais como o celacanto não tenham sofrido evolução alguma em 400 milhões de anos? Essa é apenas uma pequena evidência da falácia de alguns cientistas com ideologias evolucionistas, tão amplamente divulgadas e ditas como científicas.

Governo de Minas Gerais veta guarda sabática em escolas públicas



O governador Alberto Pinto Coleho vetou projeto de lei  aprovado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais que assegurava a alunos da educação básica da rede pública o direito de não se submeterem a exames por motivos religiosos. O veto foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial de Minas Gerais.

O projeto é dos deputados Liza Prado (Pros) e Alencar da Silveira Jr. (PDT) teve a sua votação concluída em plenário da Assembleia no dia 11 de junho deste ano. A proposta isenta os estudantes de participar de atividade avaliativa nas sextas-feiras, após as 18 horas, e nos sábados, horas sabáticas para algumas religiões.

De acordo com a justificativa do governador, a proposição foi vetada por ser inconstitucional. A Constituição do Estado determina que  a organização e o funcionamento da administração pública é de competência privativa do chefe do Executivo, incluindo a operacionalidade dos estabelecimentos de ensino público.

Além disso,  destaca o governador em sua justificativa para o veto, cabe à União estabelecer as normas gerais da educação e aos estados a competência suplementar, alertando que a guarda sabática não constitui peculiaridade e nem especificidade exclusiva do Estado de Minas Gerais.

No veto, o governador ainda argumenta que o assunto é um dogma professado por determinadas religiões, e não restrito ao território do Estado. Na  justificativa, o governante alerta que a imposição de tal guarda religiosa deve ter tratamento uniforme em todo o território nacional, exigindo norma geral, a ser editada pela União.

O governador ressalta que, diante da inexistência de norma da União sobre o tema, o Estado até poderia exercer competência supletiva, porém considera mais aconselhável aguardar que a questão seja padronizada em todo o País mediante lei federal, se esse for o interesse nacional.

O que não se deve falar para as crianças



1 – Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4 – Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5 – Não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que vai doer. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.

6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8 – Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.

10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

(O Diário.com)

O jogo ainda não acabou


Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o perdido. Lucas 19:10

Em 1929, num campeonato de futebol americano, o Georgia Tech enfrentava o time da Universidade da Califórnia. Durante a partida, um dos jogadores tomou a bola, mas, confuso, correu na direção errada, marcando um gol contra o próprio time. No intervalo, os jogadores dirigiram-se para o vestiário, antecipando o que o técnico iria dizer. O moço que cometera o engano colocou uma toalha ao redor da face. Chorava em soluços, envergonhado.

Quando o time se preparava para voltar ao campo, para o segundo tempo, o técnico surpreendeu a todos, anunciando que a mesma formação seria mantida. Os mesmos jogadores voltariam para o fim da partida. Todos deixaram o vestiário, exceto o autor do vexame. Ele não se atreveria. O técnico olhou para trás, viu que o rapaz continuava em lágrimas e o chamou. "Técnico", disse o jovem com a voz embargada, "não posso mais jogar. Eu o envergonhei e trouxe desgraça para o time. Não posso enfrentar os torcedores novamente." Então o técnico colocou o braço no ombro do rapaz e disse: "Levante-se e entre em campo. O jogo está apenas na metade."

Ao ler esse relato, pensei: "Que líder extraordinário!" Ao refletir na história de Adão, Abraão, Jacó, Moisés, Elias, Sansão, Jonas, Pedro, Marcos, Maria Madalena e um incontável número de outros fracassados, lembro-me dos braços divinos que os envolveram em suas crises e derrotas, animando-os e reabilitando-os. Por isso, há esperança para todos nós. Talvez você esteja hoje lendo este texto sob o terrível peso de fracassos e falhas, sob olhares acusadores e críticos. Você pode ter a consciência culpada e, como o publicano da parábola de Jesus, temer até mesmo levantar os olhos. Mas lembre-se de que a pior derrota não é aquela em que o inimigo nos vence e nos lança no chão, mas quando ele consegue nos convencer de que para nosso caso não há esperança.

Ouça agora mesmo a voz de Cristo falando ao seu coração: "Levante-se, entre novamente em campo. A partida ainda não está terminada."

(Amin A. Rodor, Encontros com Deus, 2014)

Lições de Isaías 29:13


Muitas lições podem ser aprendidas desse verso (Isaías 29:13) e gostaria de expor algumas:

1. Nem todo o que professa ser o povo de Deus está ligado ou tem alguma relação com o Senhor. Teorias e doutrinas não fazem de alguém um cidadão do céu, mas esse é percebido por meio do que está em seu coração, notado por suas atitudes.

2. Nem todo o que professa o nome do Senhor merece ser ouvido e/ou, muito menos, seguido. 

3. Sermões podem ser magníficos e ainda assim afastar as pessoas de Deus. Não confie na emoção que eles geram pois "enganoso é o coração do homem" (Jeremias 17:9). Antes, atente para a mudança que eles motivam a fazer e se ela está fundamentada totalmente na Palavra do Senhor.

4. "Pregue o evangelho e se necessário use palavras". Não há problema se nos meios de comunicação (como as redes sociais) apenas palavras possam ser vistas ou ouvidas. Aliás, em muitos desses meios, apenas palavras podem ser vistas/ouvidas. Então, não há problema de usar esses meios para levar o leitor/espectador a refletir na Palavra de Deus. Problema haverá se sua "pregação" resumir-se a isso e se elas não forem um reflexo de suas atitudes rotineiras, e ainda, se elas não passarem de tradições criadas e repetidas por homens, através dos tempos.

5. Por outro lado, se só podem ser vistas as palavras, aprenda a deixar seu preconceito de lado, e a reter o que é bom a fim de que seja guardado em seu coração e refletido em suas ações. E bom só será o que estiver baseado na Palavra do Senhor.

6. Esse verso também nos faz refletir no risco que existe de fazer tudo o que a religião "manda", mas estar completamente afastado de Deus, por fazer nada mais do que seguir mandamentos de homens! 

Você teria coragem de questionar suas crenças, comparando-as com a vontade do Senhor expressa em Sua Palavra, a Bíblia? 

Estude a Bíblia, compare-a com a sua cosmovisão, e suas crenças, esteja disposto a mudar conforme a Palavra de Deus e não corra o risco de se achar incluso entre o povo a quem esse versículo refere-se.

(Henderson Rogers)
Na Contramão