A obediência a Deus é uma prova de amor

Músicas do Ministério Jovem para 2015


Eu sou a mensagem: Esse é o tema do Ministério Jovem da IASD para o ano de 2015. E, como de costume, baseadas nesse tema, foram lançadas novas músicas para inspirarem o louvor de quem quiser ouvi-las ou entoá-las.

Seguem abaixo os vídeos das músicas e você poderá fazer o download da opção multimídia (arquivos .exe) delas clicando aqui. Para fazer o download das músicas em mp3, basta clicar aqui.

01. EM SUA PRESENÇA


02. ELE ESTÁ VOLTANDO


03. CORAÇÃO ABERTO


04. DEZ MIL RAZÕES


05. EU SOU A MENSAGEM


06. MEDLEY


07. A BÍBLIA É


08. PRESSA


09. HOJE É DIA DE LOUVAR


10. O SANGUE


11. DE DOIS EM DOIS


12. CORAÇÃO MISSIONÁRIO


[HR] Vale ressaltar que o blog não apoia a pirataria e nem hospeda nenhum desses materiais. Esses são facilmente encontrados espalhados pela internet. O post é apenas para incentivar aos Ministérios Jovens das IASDs locais a adquirirem seu material para o tema do ano e poderem usá-lo para motivar a comunidade de Jovens a alcançar seu alvo que é "A mensagem do advento a todo mundo em minha geração", renovando assim seu repertório musical, além de ajudar aos líderes de jovens visto que esses costumam iniciar o ano sem nenhuma informação, nenhum material.

Aliás, materiais como estes servem para qualquer denominação religiosa, pois foram preparados para adorar ao nosso Deus. Adquiram, usem e usem mais para a honra e glória do Criador e para que o evangelho seja pregado em todo mundo.

Garota carrega nas costas amiga com paralisia à escola por 4 km há 3 anos


He Qin-jiao, uma menina de 13 anos, natural da Província de Hunan, na China, é o melhor exemplo de amizade verdadeira e apoio ao próximo.

Acredite ou não, há três anos, todos os dias, essa menina franzina leva sua amiga paralisada pela poliomelite para a escola, nas costas. Uma viagem de quatro quilômetros diários. A história de Qin-jiao emocionou muitas pessoas na internet, que agora estão a chamando de “a estudante mais linda da China”.

Quando Qin-jiao tinha 9 anos, ela percebeu que sua melhor amiga, He Ying-hui, não poderia mais frequentar a escola, por ter sido vítima da poliomelite, acarretando em uma paralisia. Então, Qin-jiao decidiu assumir a responsabilidade sozinha.

A amiga leal levou a garota para a escola durante três longos anos, até o governo local tomar conhecimento da emocionante história e presentear Ying-hui com uma cadeira de rodas, em setembro do ano passado.

Imagens: Jornal Ciência
Mas a dedicação de Qin-jiao com a amiga não parou por aí. Ela ainda acorda às 6 da manhã, termina suas tarefas de casa e corre para a casa de Ying-hui para empurrá-la até a escola. Quando elas finalmente chegam ao seu destino, ela carrega a amiga nas costas até sua sala de aula, no segundo andar.

O conto comovente viralizou nas redes sociais, com milhares de compartilhamentos e pessoas admiradas pelo heroísmo e lealdade de Qin-Jiao. "É bom ser reconhecida, mas eu não faço nada por isso", disse a modesta jovem. "Ela é minha melhor amiga e a escola não teria sido a mesma sem ela. Isso significava que eu tinha que levá-la, então isso era o que devia ser feito”, disse.

"Eu não acho que foi ruim", acrescentou Qin-jiao. "Isso nos deu a chance de ter um bom papo antes e depois da escola todos os dias”, concluiu a incrível garota.

Quando pediram para Ying-hui descrever a pessoa mais importante em sua vida para um projeto de escrita criativa na escola, ela naturalmente escolheu escrever sobre Qin-jiao. "He Qin-jiao usa seus pequenos ombros jovens para sustentar meu céu. Eu não teria conseguido ir à escola todos os dias se não fosse por ela. Ela é a melhor amiga que alguém poderia ter", escreveu Ying-hui em seu relato.

As meninas vão se formar na escola primária este ano. Qin-jiao quer cuidar de sua amiga na escola secundária, assim como tem feito há três anos, mas suas famílias são tão pobres que não tem certeza se elas conseguirão continuar estudando. As famílias esperam que algumas pessoas possam ajudá-las a conseguir mantê-las na escola, para que possam realizar o sonho de ser formarem.


[HR] Verdadeiramente, há "amigo mais chegado que um irmão" (Provérbios 18:24).

Um Mundo de Verdade


Aos amantes da boa música que tiveram sua infância na década de 90, segue abaixo uma pérola, um vídeo (originário de fita VHS) da Turminha Ká Entre Nós, que marcou uma geração.

Trata-se de uma história de Alessandra Samadello, outro ícone da música adventista, com um musical de Ariney Oliveira com participação da Turminha Ká Entre Nós. Vale a pena assistir de novo:


Se eu tenho a Deus como Pai...


Qual o segredo da cidade onde se vive 10 anos mais e melhor?

Exercícios fazem parte dos moradores de Loma Linda (Foto: BBC/G1)
Em meio a uma paisagem urbana cercada por fast foods e lojas de conveniência, uma cidade na Califórnia conseguiu manter bons hábitos alimentares e alcançar uma expectativa de vida dez anos mais alta que a média dos Estados Unidos.

Estudos mostraram que os habitantes de Loma Linda vivem até dez anos a mais do que a média dos americanos (79 anos) e chegam à idade avançada com uma saúde melhor.
É um fenômeno notável em um mundo onde o custo da crise de obesidade é reconhecido como sendo tão prejudicial quanto o de fumar ou dos conflitos armados.

A longevidade tem ligação com a religião da comunidade. Os adeptos da Igreja Adventista do Sétimo Dia compõem cerca de metade dos 24 mil habitantes do local. É uma comunidade cristã evangélica que segue diretrizes rigorosas sobre alimentação, exercício e descanso.

"Os dados são claros. Foram publicados e revisados", diz Wayne Dysinger, presidente do Departamento de Medicina Preventiva da Escola de Medicina da Universidade de Loma Linda.
"Não há muita dúvida de que as pessoas que seguem este estilo de vida vivem mais tempo."

'Templo' do corpo
Loma Linda - em espanhol, "colina linda"- fica 100 km a leste de Los Angeles. É conhecida como a meca da vida saudável há décadas.

A cidade foi adotada pelos fundadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que na virada do século 20 compraram uma propriedade na área.

Ellen White, uma das líderes e pioneiras da Igreja, afirmou que se encantou com o charme do lugar.
Branca, pequena e com uma personalidade forte, ela inspirou os ensinamentos da Igreja sobre questões de dieta, exercício e estilo de vida. White alega que suas crenças são baseadas em experiências visionárias - sonhos e conversas com Deus.

"Ela classificou o tabaco como um veneno maligno e lento em 1864", diz Richard Schaefer, historiador da biblioteca da universidade. Isso foi cem anos antes de a autoridade de saúde pública americana abordar o tema.

White, que tinha pouca educação formal, disse que o álcool danifica o cérebro. Ela também escreveu sobre os perigos de consumir muito sal.

"Os motivos disso eu não sei, mas repasso a vocês as instruções que me foram dadas", disse a pioneira, parafraseada por Schaefer.

Os adventistas creem que sua longevidade esteja ligada ao respeito pelo corpo humano como um templo do Espírito Santo.

"Vocês têm o dever de reservar esse templo para o serviço de Deus, porque Ele nos fez", explica o pastor aposentado Belgrove Josiah.

"Por causa desse princípio, estamos muito preocupados com o que colocamos em nossos corpos."
"Não descartamos a ciência médica no geral, porque ela está muito relacionada com nos guiar sobre como tratamos nosso corpo", acrescenta Josiah.

Descanso
O modo de vida adventista envolve uma dieta principalmente à base de vegetais, exercício regular e um compromisso com a celebração do sábado como o dia de descanso.

Um estudo de longo prazo que começou em 1976, envolvendo 34 mil membros da igreja, concluiu que seu estilo de vida acrescentava um número significativo de anos para a média de vida. Os pesquisadores identificaram "surpreendentes" efeitos protetores de uma dieta vegetariana.

"Quando olhamos apenas para a mortalidade, os adventistas parecem morrer das mesmas doenças, mas eles morrem muito mais velhos" diz Larry Beeson, professor de epidemiologia da Universidade de Loma Linda.

Beeson participa de pesquisas sobre adventistas por mais de 50 anos.

Ele argumenta que a boa saúde não se deve apenas à dieta. Para ele, o que ocorre é uma mistura complexa de religiosidade, espiritualidade e compreensão de uma pessoa de sua crença em Deus, combinado com outros componentes do estilo de vida, como exercícios e apoio social.

Betty Streifling, por exemplo, tem 101 anos e ainda levanta pesos na academia de sua casa de repouso. Streifling vive em seu próprio apartamento, uma casa aconchegante, cheia de recordações familiares e móveis feitos por seu falecido marido. Ela frequenta uma aula de exercícios cinco dias por semana e faz um passeio matinal na rua.

Ela atribui sua longevidade a "viver uma vida pura, sem álcool, sem tabaco, ir para a cama cedo, louvando a Deus por sua bondade e pela bênção da vida".

Fast foods
É possível comprar um hambúrguer e batatas fritas em Loma Linda, mas no ano passado a prefeitura proibiu o funcionamento de novos "restaurantes de fast food com drive-through". O movimento foi pensado para "proteger a saúde pública, segurança e bem-estar" de seus moradores.

Existem mercados de agricultores e lojas de alimentos saudáveis fazendo sucesso com nozes e vegetais.

O estilo de vida de Loma Linda parece dar uma receita promissora para o bem-estar. Não é para todos, e a maioria dos adventistas reconhece que há diferentes graus de observância às diretrizes alimentares e sociais definidas pela igreja.

Mas há pouca dúvida de que esta comunidade pode esperar viver muito mais tempo do que a maioria das outras pessoas.

(G1)

E se Jesus fosse cogitado na Comissão de Nomeação em Seus dias?



Às vezes eu fico imaginando como seria a comissão de nomeação nos tempos de Jesus...

Após a oração inicial ser feita, ser lida uma mensagem inspirada e realizada uma reflexão para fundamentar que aquela comissão é escolhida e usada por Deus, e que Ele estaria presente para usar àqueles membros a fim de escolherem os líderes da igreja, no meio das sugestões de nomes de pessoas, de repente um membro corajoso, ou desavisado, sugere um nome:

– Jesus.

Logo, o restante da comissão começa a "avaliar" o nome sugerido e um a um começa a dizer seu voto e os motivos que tem para dá-lo.

O primeiro diz:

– Sou líder a tantos anos e nunca vi alguém que cause tanta polêmica quanto Ele. Portanto, meu voto é não.

O segundo continua:

– Esse Jesus é sem noção. Ele parece tão inteligente, mas diz tanta coisa desnecessária. Não passa de tolo! Se fosse sábio em muitas situações ele ficaria calado, como o livro de Provérbios recomenda! Não voto nele de jeito nenhum. 

Outro diz:

– Eu o vi com Maria Madalena, aquela prostituta (João 8:3-7). Logo, conforme o conselho bíblico, não podemos escolhê-lo, pois um líder não pode se envolver com mulheres assim (1 Timóteo 3:12).
E outro complementa:

– Já eu, irmãos, o vi conversando e sorrindo com outras mulheres (João 4:16, Mateus 15:28, Marcos 16:1). Esse irmão só pode ser promíscuo. Não pode ser eleito.

E mais um:

– Ah, ele não é da minha panelinha. Ele nunca está nos grupos dos líderes da igreja (cf. os Evangelhos). Então ele não é confiável! Não darei meu voto a ele.
E as acusações e pré-julgamentos continuam, cada um apresentando suas razões que, segundo eles, baseavam-se na própria Bíblia:

– Eu o vi comendo com pecadores (Lucas 15:2), portanto ele não pode ser um líder, pois se “assenta na roda dos escarnecedores”! Conforme a Palavra de Deus, ele não é bem-aventurado (Salmo 1:1). Meu voto é não.

– Verdade irmão! Eu também já o vi rodeado de ladrões, aqueles publicanos (Marcos 2:15)! Nós não podemos elegê-lo. Ele deve ser o mestre dos ladrões!

– E eu, que já presenciei inúmeras vezes ele transgredir as doutrinas de nossa igreja (Marcos 7:12)! Imagina escolher um líder que nem respeita as tradições eclesiásticas! Isso não é certo, não podemos escolher um líder assim!

– Irmãos, eu não iria nem contar isso, pra não parecer fofoca. Mas como eu acredito que o Espírito Santo se encontra em nosso meio, não importa o que parece, vou contar: Ele não é bem visto pelos seus familiares! Outro dia, ele rejeitou a sua própria mãe e seus irmãos (Mateus 12:47-50)! Já em outra situação, percebi que seus familiares eram unânimes em achar que ele perdeu o juízo (Marcos 3:21)! Imagina eleger alguém com essa índole, se não vai incentivar os nossos membros a desprezarem sua própria família! Portanto, para o bem dessa instituição divina, a família, o meu voto é não!

Segue um outro irmão dizendo: - Irmão, não ache que isso é fofoca, pois todos nós estamos apenas repassando o que vemos e ouvimos para o bem da igreja e seus membros, tá certo?

Após esses parêntesis, segue a avaliação da comissão de nomeações:

– Outro dia eu o vi ignorando o templo (Mateus 24:2). Imagina, já que Deus merece o melhor, nós investimos tanto as ofertas da igreja para a construção do Templo, para a habitação de Deus, e de repente ele aparece dando a entender que grandes construções assim não têm importância alguma! Os irmãos não ofertarão mais se elegermos um líder com esse pensamento. E o mais absurdo é que ele ainda deu a entender que Deus estaria em qualquer lugar em que dois ou três estivessem reunidos (Mateus 18:20)! Com pensamentos assim, a igreja vai à falência! Meu voto é não.

– Vocês não sabem o que aconteceu outro dia? Jesus chamou aos nossos líderes de hipócritas e raça de víboras! (Mateus 12:34, 15:7)

Então a comissão diz: “Oooohhh... não pode ser”, e o comentário prossegue:

– Isso mesmo! Aliás, isso não aconteceu só uma vez (Mateus 23:13). É certo que o líder A e o líder B são falhos. Mas eles são os ungidos do Senhor e, como tais, ninguém pode criticar, nem tocar neles (Salmo 105:15). Mas esse Jesus está incentivando o mal. Não voto nele.

– É verdade, meus queridos. Esse Jesus é muito crítico. Outro dia ele nos chamou de sepulcros caiados (Mateus 23:27)! Ele não pode ver um errinho sequer que já começa a criticar, como se a igreja fosse perfeita! Ele não tem em mente que somos pecadores e falhos? Não podemos eleger um líder com essa visão. Meu voto é não.

– Minha gente – outro membro comenta – a gente, não pode eleger a Jesus. Ele é de que igreja? Eu já o vi rondando tantas igrejas que eu nem sei de onde ele é membro. Ele parece um nômade, eclesiasticamente falando. Aliás, pelo que soube, ele não frequenta a igreja em todos os dias de culto. Dizem que ele se reúne muito com as multidões nos vales e nos campos (Marcos 8:1, etc.), inclusive no dia de sábado. Parece-me que ele passa mais tempo fora do templo do que dentro dele. Imaginam um líder assim?! Não teríamos membros frequentes em nossas igrejas. Imagina, trocar um culto para alimentar uma multidão, como Jesus fez? As coisas mais importantes deveriam vir primeiro! O templo vem primeiro e os necessitados depois. Ele não poderia ajudar aos necessitados em outro dia, ou outro horário, que não fosse no dia e no horário de nossas cerimônias religiosas? Claro que podia! Se os necessitados sobreviveram até agora, uma horinha a mais não faria diferença alguma. Não podemos eleger a esse que chamam de Cristo.

– Irmãos, já que o irmão fulano falou sobre o sábado, eu gostaria de acrescentar informações do que tenho visto e ouvido. Soube que Jesus transgrediu o sábado de diversas formas (Marcos 3:2, etc.). E quando aconselhado pelos líderes da igreja, ele ainda respondeu que o sábado foi feito para o benefício do homem (Marcos 2:27)! Imaginem só! Como se não fosse suficiente, ouvi dizer que ele anunciou por aí ser o Senhor do sábado (Marcos 2:28)! Isso já é demais pra mim.

E aí, o primeiro a sugerir o nome de Jesus para ser líder da igreja, fala:

– Gente, eu nem imaginava causar esses comentários todos. Eu só sugeri o nome de Jesus, porque outro dia ele valorizou as criancinhas (Mateus 19:14), e porque aparentemente, ele cuida dos órfãos, das viúvas (Mateus 23:14), e dos necessitados (Marcos 8:2,3). Aí imaginei que precisaríamos de líderes assim, por isso sugeri. Mas pelo visto, já há motivos suficientes para não votarmos nele.

– Ah irmão – diz outro membro da comissão –, a igreja já possui departamentos que cuidam disso. Sempre cuidamos das crianças. E imagine que nesse ano o nosso departamento assistencial ajudou cerca de 5 famílias, de todas as 534 famílias que temos! Isso é um total de 10%. Não é demais?! Isso pra mim já é o suficiente.

Rapidamente outro membro corrige, baixinho, a esse último sobre seus cálculos:

– Não irmão. Não são 10%, é 1%.

– Ah irmão, não seja tão pessimista: 1% é quase 2%! Aliás, com tantas dificuldades que vemos na igreja, conseguir ajudar a esses quase 2% da igreja já é demais.

E o outro irmão silencia após dizer: - É verdade.

Após esse silêncio. Logo outro irmão acha mais um “motivo” para não votar em Jesus, comenta com o irmão que estava ao lado e segue um burburinho com mais comentários negativos a cerca de Jesus entre os outros membros.

Por fim, o presidente da comissão declara:

– Acho que já temos motivos suficientes para não elegermos a Jesus como líder de nossa igreja. Aliás, levarei até o seu nome para a comissão da igreja avaliar, visto que ele aparenta apresentar motivos suficientes para ser disciplinado ou até removido do rol de membros da igreja. Mas esse é assunto para outra comissão. Sendo assim, como não sobrou mais ninguém para o cargo, vamos eleger ao irmãozinho beltrano.

De repente, novamente o desavisado deixa escapar:

– Mas ele ainda vai ser batizado! Aliás, nem tem data definida.

– Não tem problema – diz o presidente – Ele é um irmão inteligente e, cercado de boas companhias como as que temos aqui, ele aprenderá rapidinho. E ainda, após ele saber que seu nome foi cogitado para ser líder da igreja, na comissão de nomeação, creio que esse será um grande motivador para ele decidir ser batizado!

E a comissão responde unanimemente: - Amém!

E os irmãos encerram a reunião com uma oração.

Dias depois, Jesus seria disciplinado, removido e... crucificado!

****

Ainda bem que isso é apenas fruto da minha imaginação. Ainda bem que não seria assim nos dias de hoje, não é mesmo? Ainda bem que não é assim que ocorre atualmente, não é mesmo?! Será mesmo?

(Henderson Rogers)
Na Contramão